Faça uma ‘caneta stylus’ caseira usando lápis e meia velha

Os dedos nem sempre são as melhores ferramentas para interagir com telas sensíveis ao toque. Se você faz questão de um pouco mais de precisão e higiene na tela, pode fazer sua própria “caneta stylus” para rabiscar em iPads e outros aparelhos com “touch screen”.

A equipe do DS Labs criou uma solução barata: bastam um lápis e uma meia velha para você ter uma stylus. O vídeo no site mostra o improviso em ação – e parece funcionar muito bem.

Mas fique atento, pois a meia precisa ser feita de material antiestático. O passo-a-passo da criação pode ser visto no Instructables.

Fonte: DS Labs
Anúncios

O rival brasileiro do Kindle presta?

O leitor de livros digitais Kindle ganhou seu primeiro concorrente no Brasil. Vendido pela livraria virtual Gato Sabido, o Cool-er é fabricado pela Interead e tem menos recursos que o aparelho da Amazon. Ainda assim, não deixa de surpreender. Ele pesa apenas 178 gramas e vem com o software Adobe Reader Mobile 9, que melhora a leitura de PDFs – o aplicativo permite aumentar o tamanho das letras e reajusta a formatação, algo que o Kindle não faz. Está custando 750 reais.

Assim como o leitor da Amazon, o Cool-er tem tela de papel eletrônico de 6 polegadas, feita pela Vizplex. O display torna a leitura de textos agradável, inclusive contra a luz. Como é fosco, parece papel de verdade. Ele exibe, contudo, apenas oitro tons de cinza, o que compromete um pouco a visualização das imagens mais detalhadas.

Diferentemente do Kindle, o aparelho não possui teclado QWERTY físico. Ele conta apenas com um virtual, acionado ocasionalmente – na hora de fazer buscas, por exemplo. Como a tela não é sensível ao toque, usa-se o controle direcional na digitação, letra por letra, o que não é muito prático. Os botões da lateral esquerda abrem a biblioteca e os menus, e ainda giram a tela. Os da direita ajustam o zoom. O direcional seleciona opções e vira as páginas. A resposta é lenta, de quase 2 segundos para cada comando.

O Cool-er vem em oito cores. Além de vir com 1 GB de memória interna, o leitor da Interead aceita cartões SD. Dá para armazenar milhares de arquivos nos formatos suportados (PDF, EPUB, TXT, RTF, HTML, PRC, FB2, MP3 e JPG). O acervo da Gato Sabido ainda é limitado: existem cerca de 80 livros, a maioria com preços entre 25 e 40 reais. Mas dá para baixar muitas obras de domínio público.

Fonte: Info Reviews