Mudamos de endereço

Olá pessoal.

Mudamos de servidor e de endereço. Todas as novidades, dicas e tudo mais será postado agora em http://eliezerladeira.com.br/

Atualize seus favoritos. Acesse-nos no novo endereço e curta as novidades. A cada dia estamos implantando novas ferramentas ao site.

http://eliezerladeira.com.br/

Anúncios

Importância dos Tablets e E-Readers no cotidiano

A tecnologia evoluiu bastante desde a década de 80. Quem não se atualizou, hoje está perdido com o tanto de dispositivos eletrônicos que temos disponíveis no mercado. Os próprios telefones móveis fazem muito mais do que ligação, tornando-se mini-computadores que cabem na palma da mão.

No entanto, quando queremos um aparelho para utilização diária, sem se importar se ele faz ligações ou não, devemos, sem dúvida, apostar nos tablets. Eles foram desenvolvidos para ter o máximo de performance no menor espaço possível, garantindo ótima usabilidade e trazendo diversos benefícios ao dono do mesmo.

Outro aparelho que surgiu como uma variação dos tablets foi o E-Reader. Este dispositivo nada mais é do que um leitor de livros virtuais! Isso significa que ele pode ter centenas de livros e revistas no seu HD, permitindo a leitura dos mesmos na palma da mão.

Pessoas mais antigas queixam-se de que não é nada necessário tê-los hoje em dia. Elas não poderiam estar mais enganadas!

3 benefícios dos tablets e E-readers

Imagem

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, eles não são meros equipamentos de status, criados para que os executivos e riquinhos ostentem o que há de mais recente no mercado. Há diversas utilidades que todas as pessoas, independente da classe social e idade, podem aproveitar!

Algumas serão abordadas abaixo e você pode adicionar outros pontos positivos dos tablets e E-readers nos comentários.

1. Informações em tempo real

Com um tablet em mãos, você não precisa estar conectado a um notebook ou computador o dia inteiro! Todas as notícias, e-mails e informações mais importantes podem ser recebidas em tempo real pelo dispositivo.

Basta uma rede Wi-Fi e você poderá utilizá-lo tão bem quanto utiliza um computador. Principalmente para quem gosta de investimentos, ficar antenado nas cotações e variações é importantíssimo!

2. Leveza e pequenez

Chega de equipamentos pesados e desconfortáveis; aposte em tablets e E-readers. Eles podem caber no seu bolso ou em algum compartimento qualquer de sua mochila, sem adicionar muito peso.

Esse é um dos melhores benefícios, pois você nem sequer sente que está com tal aparelho em mãos, já que é pequeno e leve, passando despercebido.

3. Apoio à leitura

Nem sempre é fácil levar um livro de 500 páginas para todos os cantos. Nestes casos, os tablets, mas, especialmente os E-readers, fazem a diferença. Em um aparelho pequenino, você terá centenas de páginas prontas para serem lidas.

O melhor de tudo é que mesmo estando em um local escuro, a própria luz da tela permite a leitura, enquanto a leitura de livros em papel torna-se impossível!

Imagem

Cinco grandes mancadas da Microsoft

A trajetória da Microsoft confunde-se com a história da computação pessoal e a disseminação de tecnologias simples e inteligíveis para cidadãos comuns, que nunca passaram perto de um laboratório de tecnologia.

Não à toa, a companhia fundada por Bill Gates e Paul Allen figura há duas décadas entre as mais valiosas e lucrativas do mundo e, apesar das drásticas mudanças no mercado de software e hardware, segue relevante, inovadora e fornecendo o sistema operacional de 9 em cada 10 computadores pessoais no mundo.

Ninguém atinge esse gigantismo, no entanto, sem tropeçar no caminho. No caso da Microsoft, os tropeços foram devidamente explorados por uma legião de detratores que adoram detonar o que consideram um ícone do malévolo capitalismo monopolista. Abaixo, cinco tropeços históricos.

Windows 98 trava em apresentação ao vivo

Durante uma demonstração ao vivo do então novíssimo “Windows98” uma falha fez o PC travar e exibir uma certa tela azul que assombra os desenvolvedores da Microsoft até hoje. “Acho que precisamos trabalhar um pouco mais nisso”, pontuou Gates.

Windows Vista chega ao varejo cheio de pepinos

A Microsoft estava sob pressão após adiar, mais de uma vez, a já demorada estreia do sucessor do Windows XP. Quando chegou às lojas, no entanto, o Windows Vista sofreu uma avalanche de críticas dos consumidores e nunca foi adotado em massa por empresas.

Além de demorar demais para carregar, o Vista apresentou centenas de problemas de compatibilidade com hardware variados e software de diversos tipos.

Em 2009, às vésperas da estreia do Windows 7, um figurão da Microsoft veio a público admitir, em linguagem diplomática, o relativo fiasco que foi o Vista. “Este foi nosso produto menos bom”, disse Charles Songhurst, diretor de relações com investidores da Microsoft, em conferência com investidores.

“Ninguém vai comprar o iPhone”

A genialidade de Steve Ballmer no mundo dos negócios e sua capacidade de fazer a Microsoft obter lucros ano após ano o credenciaram para substituir a Bill Gates no posto mais importante da companhia, quando Gates anunciou sua aposentadoria. Ballmer nunca teve, no entanto, a cortesia e prudência de Gates ao dar entrevistas ou falar em público.

Quando questionado, em 2007, sobre a recente inovação da Apple, o iPhone, Ballmer fez troça e asseverou que ninguém pagaria US$ 500 por um telefone que não tem sequer teclado. Só no primeiro ano de vendas, o iPhone anotou 4 milhões de unidades comercializadas, de acordo com números do Gartner.

Windows 7 trava ao vivo

O dia 22 de outubro de 2009 foi uma data especial para a Microsoft. A estreia do Windows 7 aconteceu cercada de elogios da mídia especializada em todo o mundo e com ótimo desempenho nas pré-vendas. Exceto no Japão.

Por lá, um programa de TV tentou mostrar como funciona o novo sistema operacional. O número de vezes que o apresentador diz “sumimasen” (desculpe-me) deixa perceber que a exibição não foi bem sucedida.

Microsoft distribui laptops para blogueiros

Em uma desastrada ação de marketing nos Estados Unidos, executivos da Microsoft decidiram distribuir lindos laptops Acer Ferrari a blogueiros especializados em tecnologia.

Oficialmente, a justificativa foi permitir que esses formadores de opinião tivessem contato com as maravilhas do Windows Vista e deixassem de falar tão mal do sistema operacional.

A distribuição de laptops pegou mal e muitos blogueiros recusaram o presente, alegando ser o notebook um “brinde” caro demais. Quem aceitou, teve sua reputação questionada pelos leitores. Afinal, dá para receber um presentão desses e escrever posts imparciais?