Quais as diferenças básicas entre um sistema de 32 bits e um de 64 bits?

Às vezes, para baixar um programa ou um driver para o sistema operacional, aparecem duas opções: versão 32 bits ou 64 bits. Essa escolha, por mais que pareça simples, pode fazer com que o programa, que o usuário levou horas para baixar, por exemplo, não funcione.

Para não errar, a pessoa deve saber se o sistema operacional que ela usa é de 32 bits ou 64 bits. No Windows é fácil descobrir isso: basta fazer uma busca pela pasta System. Se nos resultados aparecer a pasta System32, o sistema é de 32 bits; caso apareça a pasta System64, o Windows é 64 bits.

Por haver esses dois tipos de arquitetura, instalar drivers ou programas no computador exige atenção, pois caso o software seja incompatível, ele pode não funcionar ou causar travamentos.

Sistemas operacionais como Linux, Windows (a partir do XP), Mac e programas como o Autocad, têm versões específicas para a plataforma de 64 bits.

Processadores

Há dois tipos de processadores usados em PCs: chips com 32 bits (como alguns Intel Celeron e AMD Sempron) e chips com 64 bits (Intel Core 2 Duo e AMD Athlon X2).

Basicamente, a diferença entre um processador de 32 bits para um de 64 bits é, inicialmente, que um tem o dobro de capacidade de processamento de bits, o que torna o desempenho de um PC com CPU 64 bits melhor. Além disso, em termos práticos, o processador de 32 bits identifica até 4 GB de memória RAM, enquanto o de 64 bits aceita acima dessa quantia, dependendo das especificações de hardware da placa-mãe.

Apesar dessas diferenças é possível instalar sistemas operacionais 32 bits em máquinas com processador 64 bits. No entanto, não é possível instalar um sistema operacional 64 bits em um computador com processador 32 bits.

Como descobrir: Processador 32 bits ou 64 bits?

Para verificar se o processador é de 32 bits ou 64 bits no CPU-Z, veja o item Instructions

De forma simplificada, para você descobrir se seu processador é de 32 bits ou 64 bits, há duas opções de programas para ajudar na tarefa: o CPU-Z e o Everest.

Após baixar e instalar o CPU-Z e executá-lo, vá na guia CPU e veja o item Instructions. Se estiver escrito x86-64, o processador é de 64 bits. Se tiver só x86 e não tiver a instrução descrita anteriormente, o processador é de 32 bits. O software é gratuito e está todo em inglês.

Já o Everest é shareware (pago), porém é possível, mesmo na versão para avaliação, descobrir aspectos básicos do hardware instalado na máquina. Para saber de quantos bits é o processador, com o Everest instalado, vá no item Placa-mãe e clique em Processador. Ao lado direito, verifique o item Conjunto de Instruções. Se tiver escrito x86, o processador é 32 bits. Caso esteja escrito x64 ou x86-64, o processador é 64 bits.

Anúncios

Reduza os ruídos

Um passo-a-passo para substituir ventiladores barulhentos

De repente, o ventilador (cooler) que protege o processador em seu PC começa a fazer um barulho excessivo. Esse ruído pode ser o prenúncio de um problema mais grave com o ventilador — e, em conseqüência, com o chip. A solução, nesses casos, é substituir o cooler.

Na hora de comprar o novo cooler, não ponha a economia em primeiro lugar. Produtos muito baratos — e, bem provável, de baixa qualidade — podem pôr em risco o seu processador. Preocupe-se com a compatibilidade entre o cooler e o processador. Há, por exemplo, coolers indicados apenas para processadores Pentium 4 de até 2 GHz. Se sua máquina é mais rápida, esses não servem. A mesma observação vale para chips AMD. Observe também o formato do processador.

Normalmente, o cooler traz uma especificação do tipo “para Pentium 4 Socket 478”. Confira com a especificação de seu chip. Além disso, verifique o espaço interno de seu gabinete.

Conforme a tendência atual, os ventiladores trazem em seu pacote uma pequena bisnaga de pasta térmica ou uma camada de adesivo térmico já no lugar. Esse é um item fundamental. Sem ele, o sistema não funciona e pode queimar em segundos. Portanto, para começar a troca do ventilador, você deve ter em mãos o cooler novo, com um tubo de pasta térmica (ou adesivo térmico), e uma chave de fenda.