Resolva problemas com sua impressora

Quando menos se espera, as impressoras podem quebrar, emperrar ou diminuir a qualidade da impressão. Aqui vão algumas dicas para ajudá-lo a se livrar dessas dores de cabeça comuns.

Se sua impressora emperrar: antes de fazer qualquer coisa, você vai ter de tirar o papel de dentro da impressora. Vale a pena checar o manual para ter certeza de que irá desprender o papel de uma maneira que não estrague alguma parte mecânica do aparelho. Procure no manual conselhos sobre como chegar ao local em que o papel está preso (uma porta de acesso ou alavanca de soltura), e como remover a folha – o ideal é em um único pedaço.

Se não conseguir achar seu manual, a regra básica é sempre puxar gentilmente o papel no que seria sua direção de saída. E se não conseguir tirar tudo de uma vez, fique atento aos pedaços soltos e os retire com uma pinça, pois eles podem causar novos problemas.

Quando o assunto é emperramento de papel, é mais fácil prevenir do que remediar. O primeiro passo é cuidar bem do seu papel – tenha certeza de que quando guardado, ele fique seco, plano e liso. Não coloque qualquer tipo de papel amassado ou com outra imperfeição em sua impressora: papel amassado é uma das principais causas de emperramentos

Além disso, não deixe o papel ficar mais do que um dia em bandejas verticais, pois as páginas podem dobrar um pouco e a pressão sobre os cilindros pode afetar o funcionamento da impressora. Por fim, ajuste a régua da bandeja à largura do papel usado. Isso é importante, pois papel mal colocado pode ser puxado “torto” e emperrar.

E a qualidade?

Se você está tendo problemas com a qualidade da impressão, dê uma olhada nas configurações da impressora. Preste atenção nos seguintes itens:

  • Tipo do papel: tenha certeza de que o tipo de papel selecionado é o mesmo que você está usando. O peso, por exemplo, pode afetar como a impressora ajusta seus cilindros para puxar as páginas, e também por quanto tempo uma impressora de laser ou LED sensibiliza o papel. Usar papel “comum” ou “foto” afeta quanto de tinta é usada para criar uma imagem, o que afeta o consumo e a qualidade da impressão.
  • Nível de qualidade: os diferentes níveis de qualidade de impressão, como “ótimo”, “normal” e “rascunho”, afetam a velocidade, precisão e quantidade de tinta usada. Escolher “rascunho” é uma boa idéia se você está só imprimindo um documento sem muita importância ou algo para uso interno. Só escolha “ótimo” se você vai imprimir documentos para mostrar publicamente, como uma carta formal ou uma bela foto.
  • Tipo de documento: Algumas impressoras permitem que você especifique se está imprimindo um memorando, uma newsletter, ou uma foto, e automaticamente ajustam as configurações para cada tipo.

Além disso, a maioria das impressoras atuais tem suas próprias funções de manutenção que irão realinhar e limpar os cartuchos. Tente rodá-las uma ou duas vezes para ver se ajuda.

“Minha impressora demora…”

Impressões “lentas” podem ser causadas por um punhado de fatores diferentes. Aqui vão algumas dicas:

A princípio, verifique se não está imprimindo em alta qualidade ou no modo “ótimo”, o que irá levar mais tempo do que o modo padrão ou rascunho, por exemplo. Dependendo do que estiver imprimindo, sua conexão com a impressora pode ser a culpada. Conexões wireless podem ser afetadas pela distância até a impressora; interferência nas ondas de rádio (por outras redes wireless ou telefones sem fio) e barreiras físicas (como uma parede entre o roteador e a impressora).

Tudo isso derruba a taxa de transferência, o que significa que a impressora irá demorar mais para receber o documento a ser impresso. Se ela está ligada diretamente ao computador, verifique o tipo de conexão: conexões USB possuem banda mais estreita, ou seja, tem taxa de transferência menor, do que conexões Ethernet (rede cabeada).

Se você costuma imprimir muitos documentos ou documentos muito grandes, conectar sua impressora via Ethernet (se possível) é uma boa idéia. Se você imprime pouca coisa, basicamente documentos comuns com muito texto e poucas ou nenhuma imagem, então uma conexão wireless ou USB deve ser suficiente.

Além disso, a maioria das impressoras domésticas depende do computador para processar os documentos antes de realizar a impressão, por isso se a memória e o processador do seu PC já estão com muito trabalho, os documentos irão demorar mais para serem impressos. Se uma impressora possuir memória própria (algo geralmente encontrado em modelos para escritório), certifique-se de que a memória é suficiente para lidar com a complexidade e a quantidade de trabalhos que serão enviados.

Os problemas começaram depois que você começou a imprimir muito mais páginas do que o usual? Verifique o ciclo mensal de trabalho da impressora (geralmente informado no manual) para verificar qual sua capacidade de impressão.

Se você tem uma impressora doméstica, projetada para imprimir talvez cerca de algumas dezenas de páginas por dia, mas agora está imprimindo cem ou mais páginas diárias, sua impressora está sobrecarregada e deve estar lutando para dar conta de todo o trabalho. Isso gera desgaste mais rápido das peças, o que se traduz em problemas de impressão e queda na qualidade. Se você estiver imprimindo 25% ou mais do que as especificações do ciclo mensal, então talvez seja hora de comprar uma nova impressora com maior capacidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: