Apagou sem querer? “Desapague”

Depois que os computadores começaram a ter interfaces gráficas, como o Windows e o MacOS, o conceito de “lixeira” começou a ser utilizado. Antes, não tinha isso de “enviar para a lixeira”. Era apagar e pronto, foi. Só que esse processo, para ser mais rápido, não é completo. Quando apagamos um arquivo, o sistema operacional apenas “marca” como apagado e deixa o espaço disponível para ser utilizado por outras coisas, se necessário.

Por conta dessa pequena “brecha”, desde a época pré-lixeira, é possível “desapagar” um arquivo, o conhecido undelete.

Os programas que fazem essa mágica, avaliam a extensão do dano causado e tentam recuperar. Dependendo do tempo que passou desde a deleção do arquivo e da quantidade de dados que foram gravados após isso no mesmo disco, é possível recuperar sem maiores dores de cabeça um arquivo apagado por engano, de forma fácil e rápida. Abaixo algumas dicas de programas que auxiliam nessa árdua tarefa, como sempre indico, gratuitos ou com versões de teste grátis.

PC Inspector File Recovery – Esse programa é fantástico. Normalmente ele sempre consegue recuperar arquivos que foram apagados por engano ou por vírus. Um dos únicos que conheço que consegue recuperar arquivos com informações faltando, por exemplo, identificando que um arquivo é um vídeo e recuperando o cabeçalho danificado. Gratuito, 5.8 MB (vale cada byte).

Undelete Plus – Esse é muito mais leve (menos de 1 MB) e possui interface configurável para português, facilitando a vida de quem não sabe inglês. Segundo resenhas na Internet, pode não conseguir recuperar um ou outro arquivo, refazendo apenas o nome. Mas vale o teste. Gratuito.

UndeleteMyFiles – É um programinha igualmente pequeno (cerca de 1.2 MB) e gratuito que promete recuperar arquivos apagados até em mídias removíveis, como disquetes e pendrives. Além da função de recuperar, o programa oferece a opção de remover um arquivo definitivamente, tornando impossível a recuperação dele através desses programas. Bacana, hein?

E você, tem alguma dica desse tipo de programa? Compartilha aqui conosco.

* Foto: Rufino Uribe sob licença Creative Commons

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: